Últimas Notícias
Capa / Colunistas / A pornográfica estátua da discórdia
A pornográfica estátua da discórdia

A pornográfica estátua da discórdia

1965019_369562723169087_6404223008208745830_n

Não adianta, em Caldas Novas tudo vira polêmica. Se antes a fofoca corria de boca em boca, hoje, com o advento da rede social, corre de perfil em perfil.

Quando há algo que desagrada a um, vira manchete em grupos de fofoca na rede social.

Como o Zyo tem abrangência nacional, deixa eu explicar pra quem é de fora; Caldas Novas é uma cidade linda. O povo de Caldas Novas é acolhedor. Mas tem uma minoria, que se comporta que nem curva de rio, vai acumulando o que não presta.

Se acham com todos os direitos do mundo o que torna os deveres de quem acerca, proporcional. Ou seja, “me abane, lacaio”… saca como é? Adoram furar fila em hospital, em loterias, qualquer coisa dá a carteirada: “Sou amigo do vereador tal. Ou do prefeito, ou da Dilma… tenho um primo promotor! Sou irmão do vigia da clinica veterinária que tem convênio com o Hospital veterinário que cuida do cachorro do Obama!!!!”

Aí, vê alguma coisa que fere suas carências, se enche de brio e decide: Vou fazer alguma coisa!!!! Vou protestar!!! Mobilizarei a sociedade!!!! Vou pra um grupo no Facebook!!!

Daí vira celebridade por quinze segundos, o suficiente para conseguir 30 comentários até que outro assunto tão capcioso quanto, porém, portando o frescor da novidade, o faça descer na linha do tempo e cair no esquecimento. Daí, esse “prêmio pulitzer” da fofoca social, o propagador de assuntos polêmicos que absolutamente não mudarão nada nos ditames da nação, ganham notoriedade momentânea e afagam o ego do ilustre desconhecido que publicou.

O fato que motivou toda essa narrativa é simples. A estátua sensual.

Caldas Novas possui um tradicional parquinho de diversões no centro da cidade. Depois das piscinas de água quente, talvez esse parquinho seja o cartão postal da cidade.

Temático, o parquinho colocou umas estátuas de piratas. Uma delas, uma piratinha formosa, de elegância e sensualidade a toda prova, estava lá no cantinho dela, quietinha, até que uma pessoa passou e olhou para ela… imediatamente, com feromônios em ebulição, quase como um adolescente com a sua primeira Playboy em mãos, a pessoa fotografou aquela provocante e indecente estátua, e mandou no Facebook, a figura que estava corrompendo a sexualidade das criancinhas que iam ao parque. As mesmas criancinhas que nunca perceberam que a estátua existia, pois estavam preocupadas demais com o carrossel, com o bate-bate, o trem-fantasma, algodão doce, enfim.

Mas a sensualidade da estátua feriu os olhos daquela que, provavelmente percebeu o marido de “olho comprido” pra inanimada ninfomaníaca do parque, talvez traçando o parâmetro mental entre a estátua e o que tinha em casa, e se ofendeu horrores. Afinal era uma estátua. Uma boneca inflável tudo bem. Mas perder pra uma estátua? Ah…. a solução; denunciar no Facebook.

A postagem gerou mais de 1000 comentários. Quase todas dizendo a protetora da moral e bons costumes o que ela relutava em entender. Que a sujeira não estava na estátua, mas na mente da criatura.

Daí começaram a aparecer os engraçadinhos que postaram fotos, encoxando a estátua, pegando nos seios da estátua, alguns mais atiradinhos com a boca “naquilo” da estátua.

Sinceramente, essa estátua foi tão bolinada, tão encoxada, que teve orgasmos múltiplos.

Mas daí, a direção do parquinho, no dia seguinte, retirou a estátua. Primeiro porque essa estátua é uma estátua de família. Segundo porque, devido as fotos posteriores a descoberta que, depois da Luana Piovani e da Anita, a estátua do parquinho tinha se transformado no sonho de consumo, objeto da imaginação e da prática dos 5 contra 1 de adolescentes e marmanjos por toda Caldas Novas, e a sociedade não admitiria tamanha promiscuidade, ainda mais vindo de uma estátua, e terceiro porque nas academias as senhoras da sociedade passaram a solicitar direcionar os exercícios para ficarem com o corpicho igual ao da estátua.

A estátua virou celebridade. Recebeu 3 convites para ser paraninfa de formaturas, ganhou um movimento para receber da câmara de vereadores um título de cidadã caldasnovense, e quatro partidos já tentaram filia-la para lançar como candidata nas próximas eleições.

Maridos que chegam mais tarde em casa e diziam estar no parquinho, passaram a ouvir de suas mulheres: – Tava de sem-vergonhice com aquelazinha inanimada do parquinho né?

O movimento feminista de Caldas Novas mandou ofício a prefeitura solicitando um pirata “long-dong”, gostosão, com a cara do Cauã Raimond e as “propriedades” do Rocco Sifredi, o artista pé de mesa pornô.

Pois bem, para acabar com a polêmica, a direção do parquinho, a internou num convento para um tratamento intensivo das propostas do “Família cristã em suas vidas”, pastores foram chamados para exorcizar o demônio do corpo da estátua, foram contratados 3 psicólogos e 4 professores de boas maneiras para a estátua.

Agora, já curada, a estátua voltou, coberta com uma blusinha de renda, para esconder seus voluptosos e sugestivos e por que não dizer “durinhos” seios de fibra de vidro.

Acabou-se então a história do maior símbolo sexual de todos os tempos desta cidade goiana. Agora, convidada para missas e cultos, a piratinha inanimada de Caldas Novas se adequou para nunca mais, em tempo algum, desvirtuar novamente as criancinhas e causar a ira das necessitadas esposas carentes da cidade.

Sobre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>